Peço licença aos diletos leitores (de onde eu tirei essa formalidade toda?) para postar um texto não-autoral que fala sobre uma das nuanças do atual sistema político brasileiro, específicamente do “excelentíssimo” Sen. José Sarney… Algo de irônico ou no mínimo humorístico de sua fala, quando citou o grande escritos Franz Kafka, de “Metamorfose” e outros tantos livros.
Bem, vamos ao texto, tirem suas concluões. Abraços fraternos!

Sarney x Kafka
Quando uma pessoa fica prensada contra a parede da desmoralização .
E não vê mais saida
Ela fica desesperada e começa a falar pelos cotovelos
O sr.Sarney no seu útimo lamento/discurso cita Kafka
maravilhoso escritor que escreveu Metamorfose
sobre um homem que um dia acorda transformado num inseto
Talvez o Rei do Maranhão tenha acordado um dia ,
transformado no presidente do Senado
e não sabe quais são as suas verdadeiras funções
Além de colocar amigos na comissão de ética
e presentar parentes e conhecidos com empregos em cargos públicos
Ninguém é bafejado pela sorte neste país, impunemente.
Então o senador Sarney reclama da falta de privacidade.
Menciona que foi vítima de atos nazistas contra a sua pessoa
Talvez ele acordado esta semana pensando que era judeu.
Se diz perseguido por um jornal de São Paulo
que apenas esta cumprindo a sua função de informar
É vergonhoso mas ele esquece que a sua vida esta repleta de casos suspeitos.
Que não condizem de forama alguma com a conduta ilibada de um homem público
Acho que o senador deve tomar cuidado para não acordar um dia
Cassado e sem poder usufluir das mazelas do poder

Carlos Assis

Postado originalmente em: <http://recantodasletras.uol.com.br/cronicas/1761208&gt;. Acesso em 19 ago. 2009

Anúncios